#ImunizaJáCuritiba

Vacinômetro

Atualizado em 20/06/2021

Primeira dose

0695294

Segunda dose

0234901

Pessoas vacinadas em Curitiba

VACINA COVID-19

Calendário de Vacinação 22/06/2021

  • Trabalhadores da Educação Básica e do Ensino Superior com 25 anos completos ou mais

    1ª dose (repescagem)

  • Pessoas sem comorbidade com 50 anos ou mais

    1ª dose (repescagem)

  • Gestantes e puérperas

    1ª dose (repescagem)

  • Pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência

    1ª dose (repescagem)

Informações

Cadastre-se no Saúde Já:

Para facilitar o processo de vacinação e evitar filas, a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba pede que as pessoas preencham antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br.

Para agilizar as filas, a secretaria solicita ainda, se possível, que as pessoas imprimam e preencham o termo de consentimento que deverá ser entregue no momento da vacinação, disponível neste link.  

Para receber a vacina, a pessoa deve apresentar ainda um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência com endereço válido de Curitiba e uma caneta.

Em todas as remessas de doses de vacinas recebidas por Curitiba, a partir do envio do Ministério da Saúde e redistribuídas pelo Governo Estadual, é separado um total de 5% que compõe a “reserva técnica” do imunizante.

A reserva técnica é uma medida de segurança e serve para suprir possíveis perdas operacionais e faz parte dos protocolos da logística. Ela é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

Além da reserva técnica, a Secretaria Municipal de Saúde mantém um estoque de vacinas para garantir a imunização de pessoas remanescentes dos grupos já contemplados e que por algum motivo ainda não buscaram a imunização. 

Um exemplo é o caso de pessoas em processo de confirmação de comorbidade ou não quem não se vacinou no dia previsto para seu grupo. Essas pessoas têm o direito e serão vacinadas quando comparecerem aos postos de vacinação.
 

Como vai funcionar

Seguindo orientação do Ministério da Saúde, o grupo das pessoas com comorbidades será vacinado por idade - ou seja, do mais velho para o mais novo. Pacientes com comorbidades que fazem parte do grupo prioritário e são acompanhados pelas unidades de saúde não precisarão apresentar nenhum documento extra.

Em Curitiba, os usuários do SUS com comorbidades estão sendo convocados à vacinação pela plataforma Saúde Já. Ela pode ser acessada pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br ou pelo aplicativo de celular, disponível nas versões Android ou iOS. 
Saiba AQUI como consultar a convocaão 

Já os pacientes acompanhados pela rede privada precisarão apresentar uma declaração do médico que o acompanha. O documento será preenchido pelo médico com a indicação da comorbidade que elege o paciente para a vacinação contra a covid-19, conforme as enfermidades previstas no Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação do Ministério da Saúde. 

A declaração modelo será disponibilizada para os médicos Portal do portal do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR).

No termo, o médico precisará declarar que o paciente está sob seus cuidados. Por fim, o médico deverá assinalar a veracidade e autenticidade das informações descritas na declaração, sob pena de responsabilização pelo Código de Ética Médica e Código Penal.

A declaração será enviada via e-mail ao paciente, que deverá imprimir e levar junto na hora da vacinação. Confira AQUI mais detalhes sobre a declaração de comorbidades.

Clique AQUI para mais informações sobre a vacinação de pessoas com comorbidades.

A Secretaria Municipal da Saúde começou em 6/5 a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 do grupo de pessoas com comorbidades pelos os pacientes de hemodiálise e as pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada (BPC). Confira AQUI mais informações.

Curitiba abre em 11 de maio o cronograma para pessoas com comorbidades. Nesta etapa, será atendido quem comprovadamente tenha algum dos 22 tipos de doenças preexistentes listadas no Plano de Imunização Contra a Covid-19, do Ministério da Saúde Confira a lista completa AQUI

Condições para vacinação contra a covid-19 dentro do grupo prioritário de pessoas com comorbidades, clique AQUI.

Para facilitar o processo de vacinação e evitar filas, a Secretaria Municipal da Saúde pede que as pessoas que não são pacientes do SUS Curitibano preencham antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br.

 

 

A vacinação em Curitiba segue as diretrizes do Plano Nacional de Imunização Contra a Covid-19, que estabelece a população-alvo e grupos prioritários para a vacinação. Os grupos mais expostos ao risco de contágio da covid-19 são os primeiros a serem imunizados.

Os novos grupos são convocados sucessivamente à medida que as doses são disponibilizadas para aplicação até atingir toda a população vacinável.

A definição do cronograma em Curitiba depende, portanto, do envio de doses de vacina pelo Ministério da Saúde ao município.

 

CONFIRA AQUI O PLANO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

 

Curitiba aplicou a primeira dose da vacina contra a covid-19 idosos de 95 anos ou mais até as de 60 anos, profissionais de saúde, trabalhadores das forças de segurança, moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência, indígenas, pessoas com deficiência e que recebem BPC, pessoas que fazem hemodiálise, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com Síndrome de Down e pessoa com comorbidades. Em 2 de junho, a cidade iniciou a imunzação por idade, das mais velhas para as mais novas, entre 18 e 60 anos.

CRONOGRAMA EM ANDAMENTO:

Primeira dose:

  • 22 de junho (terça-feira):  Repescagem da 1ª dose para trabalhadores da educação básica e também do ensino superior com 25 anos completos ou mais; para quem tem 50 anos completos ou mais; gestantes e puérperas; pessoas com comorbidades; e pessoas com deficiência. (em 11 pontos de vacinação para todos os grupos. Profissionais da Educação Básica, a imunização será realizada em dez unidades básicas, que podem ser consultadas aqui)
  • 21 de junho (segunda-feira): Pessoas sem comorbidade com 50 anos completos ou maisnascidos entre 1º de julho a 31 de dezembro: das 13h às 17h (em 17 pontos de vacinação);
  • 21 de junho (segunda-feira): Pessoas sem comorbidade com 50 anos completos ou maisnascidos entre 1º de janeiro a 30 de junho: das 8h às 12h (em 17 pontos de vacinação);

 

ORIENTAÇÕES:

- É necessário apresentar documento com foto, CPF e uma caneta para preenchimento do formulário de vacinação.

- Os trabalhadores da limpeza pública (garis, coletores e motoristas do transporte de lixo, de varrição de ruas, de limpeza especial, de lavagem de calçadões e de manutenção e monitoramento do aterro sanitário)  a serem imunizados contam em uma lista fornecida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, responsável pelo contrato de serviços de limpeza urbana da cidade e devem comparecer a um dos dois pontos de vacinação portando um documento com foto.
Locais: Praça Ouvidor Pardinho, no Rebouças, e o Clube da Gente da CIC

- Para a vacinação de professores e trabalhandores do Ensino Superior, ( tanto da rede pública quanto da rede privada), é necessário apresentar uma declaração fornecida pela instituição de educação (no modelo fornecido pela SMS) e um documento que comprove vinculação ativa com a universidade. A declaração deve estar assinada e carimbada pelo responsável que represente a instituição e que será previamente credenciado no Centro de Epidemiologia da SMS.
Locais: Em um dos 16 pontos de vacinação ofertados para público em geral, EXCETO o Pavilhão da Cura, no Parque Barigui.

 A Secretaria Municipal da Saúde está convocando pelo site e aplicativo Saude Já Curitiba os profissionais de saúde com registro em conselho de classe: biólogo; dentista; assistente social; fisioterapeuta; terapeuta ocupacional; fonoaudiólogo; biomédico; psicólogo; veterinário; nutricionista; farmacêutico; profissionais de Educação Física; médico e enfermeiro. 
Para esse grupo, a vacinação está é realizada EXCLUSIVAMENTE no Pavilhão da Cura - Parque Barigui, conforme agendamento pelo Saúde Já.
Confira AQUI como confirmar o agendamento. 

- Na imunização de pessoas com comorbidades, a Secretaria Municipal de Saúde atenderá quem comprovadamente tenha algum dos 23 tipos de doenças preexistentes listadas no Plano de Imunização Contra a Covid-19, do Ministério da Saúde. Confirma mais informações sobre a lista de doenças e os documentos necessários AQUI.
Locais: Qualquer um dos pontos fixos de vacinação contra a covid-19

- A imunização de profissionais da Educação será ofertada tanto para profissionais da rede pública quanto profissionais da rede privada de ensino. O profissional deverá apresentar, no ponto de vacinação próximo ao seu local de trabalho, uma declaração fornecida pela instituição, no modelo disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde, e um documento que comprove a vinculação ativa do profissional com a escola. 
Locais: O ponto fixo de vacinação destinado a profissionais da Educação Básica mais proximo a seu local de trabalho. Confira no link.

- A imunização de pessoas com deficiência permanente (e que não recebem o Benefício de Prestação Continuada - BPC) será feita a partir dos mais velhos para os mais novos, seguindo critérios que podem ser conferidos AQUI. Em todos os casos é necessário apresentar comprovante de residência de Curitiba.
Locais: Qualquer um dos pontos fixos de vacinação contra a covid-19. Pessoa com deficiência acamada: um familiar ou responsável deverá fazer contato com a unidade de saúde de referência para solicitar a vacinação em casa

- A vacinação de funcionários da Fundação de Ação Social (FAS) é destinada a quem trabalha em Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e unidades de acolhimento do município. Para a imunização estar munido de uma declaração fornecida pela FAS (no modelo disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde) e um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o estabelecimento (carteira de trabalho, contracheque, crachá profissional).
LocaisO ponto fixo de vacinação destinado a funcionários da Fundação de Ação Social (FAS) mais proximo a seu local de trabalho. Confira no link:

- Na imunização de trabalhadores de drogarias e farmácias de manipulação, o profissional deve estar munido de uma declaração fornecida pela empresa (no modelo disponibilizado pela Secretaria Muncipal da Saúde) e um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o estabelecimento (carteira de trabalho, contracheque, crachá profissional). 
Locais: O ponto fixo de vacinação destinado atrabalhadores de drogarias e farmácias de manipulação, mais proximo a seu local de trabalho. Confira no link.

A vacinação por faixa etária será do mais velho para o mais novo, na faixa entre 59 a 18 anos, na medida em que forem sendo disponibilizadas novas doses pelo Governo Federal. Para se vacinar, será necessário apresentar um documento com foto, comprovante de residência de Curitiba e levar uma caneta. Pessoas que não são pacientes do SUS Curitibano podem preencher antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br para facilitar o processo, reduzindo o tempo de espera.
Locais: Qualquer um dos pontos fixos de vacinação contra a covid-19.

- Em 14/6, a SMS retomou a vacinação de gestantes e puérperas, a partir dos pareceres favoráveis da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Paraná (Sogipa) e também da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).Esse grupo será imunizado com doses dos imunizantes da fizer ou Coronavac. As mulheres acompanhadas pela rede de saúde privada devem apresentar declaração médica indicando à mulher a imunização contra a covid-19. As mulheres acompanhadas pela rede municipal de saúde de Curitiba devem aguardar o contato da unidade de referência para avaliar com o médico a indicação para a vacina. As com comorbidades receberam no aplicativo Saúde Já aviso para vacinação.
Locais: Qualquer um dos pontos fixos de vacinação contra a covid-19

São ofertados 17 pontos de vacinação pela cidade. Não é necessário realizar agendamento.

Segunda Dose

Idosos de 80 anos ou mais (que receberam a 1a dose da AstraZeneca)

ORIENTAÇÕES:

- Locais de vacinação: 17 pontos fixos (das 8h às 17h).

- Idosos que tenham recebido a primeira dose da vacina Astrazeneca fora do cronograma oficial deverão atentar para o intervalo entre a primeira e a segunda dose, que deve ser de 90 dias para a segunda aplicação. A data da primeira dose pode ser conferida na carteirinha ou no Saúde Já, pelo aplicativo ou pelo site http://www.saudeja.curitiba.pr.gov.br/

- Caso o idoso tenha tomado a vacina contra a gripe, é preciso respeitar o intervalo mínimo de 14 dias entre as duas vacinas

- No dia da vacinação contra a covid, o idoso deve apresentar um documento de identificação com foto, CPF e a carteirinha recebida na primeira aplicação.

- Os idosos acamados receberão a segunda dose nas suas residências dentro do prazo estabelecido para a segunda dose.


Já vacinados

- A vacinação em Curitiba começou em 20 de janeiro, pelos profissionais dos serviços de saúde (incluindo as equipes de vacinação, SAMU, UPAs e demais unidades das redes pública e privada), idosos acima de 60 anos acamados (em domicílio), indígenas da aldeia Kakané Porã, moradores, funcionários e cuidadores de 147 instituições de longa permanência. 

-  Idosos: a imunização deste grupo em Curitiba começou em 10 de fevereiro, a partir dos curitibanos com mais de 95 anos. Se estendeu aos idosos de menor faixa etária ao longo dos dias, já tendo sido realizada até quem completou 60 anos.

- Em 6 de abril, o município iniciou a vacinação de profissionais das forças de segurança do município que atuam em contato direto com a população. Entre eles, guardas municipais e bombeiros e policiais que trabalham no Instituto Médico Legal e têm contato com o público externo. 

- Curitiba iniciou em 6 de maio a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em parte do grupo de pessoas com comorbidades: os pacientes de hemodiálise e as pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada.

- Em 10 de maio, iniciou-se a vacinação de gestantes, puérperas com comorbidades e pessoas com Síndrome de Down com mais de 18 anos. Na sequência (11/5), o município começou a imunização das pessoas com comorbidade, convocando-as por faixa etária, a partir das mais velhas (59 anos completos) para as mais novas.

- Em 17/5, os professores e trabalhadores da Educação começaram a ser imunizados, a partir do grupo de profissionais da Educação Básica (creches, CMEIs, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, ensino profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos) com 57 anos completos de idade.

- No dia 24 de maio, Curitiba inicia a imunização de pessoas com deficiência, a partir das mais velhas (59 anos completos) para as mais novas.

- Em 2 de junho, Curitiba abre a vacinação contra covid-19 por idade, a começar pelos residentes de Curitiba que completarão 60 anos de idade até 31 de dezembro de 2021. A vacinação ocorrerá do mais velho para o mais novo, na faixa entre 59 a 18 anos, na medida em que forem sendo disponibilizadas novas doses pelo governo federal. 

PONTOS FIXOS:
Das 8h às 17h, para: 

-Cronograma

  • 22 de junho (terça-feira):  Repescagem da 1ª dose para trabalhadores também do ensino superior com 25 anos completos ou mais; para quem tem 50 anos completos ou mais; gestantes e puérperas; pessoas com comorbidades; e pessoas com deficiência. (em 11 pontos de vacinação para todos os grupos, destacados a seguir)
  • 21 de junho (segunda-feira): Pessoas sem comorbidade com 50 anos completos ou mais - nascidos entre 1º de julho a 31 de dezembro: das 13h às 17h (em 17 pontos de vacinação)

1 – Pavilhão da Cura - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)


2 - US Ouvidor Pardinho - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6) 
Rua 24 de Maio, 807 - Praça Ouvidor Pardinho


3 - Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2.150 - Guaíra


4 - US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 - Sítio Cercado


5 - US Parigot de Souza - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado


6 - US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches


7 - Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri


8 - US Jardim Paranaense - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Pedro Nabosne, 57 - Alto Boqueirão


9 - US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 - Boqueirão


10 - US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru


11 - US Uberaba - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba


12 - Clube da Gente CIC - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira


13 - US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 - Novo Mundo


14  - US Aurora  - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo


15 - US Pinheiros - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 - Santa Felicidade


16 - Rua da Cidadania do Tatuquara - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n


17 - Rua da Cidadania do Fazendinha - (ponto de vacinação para repescagem 1a dose em 22/6)
Rua Carlos Klemtz, 1.700

** Pessoa com deficiência acamada: um familiar ou responsável deverá fazer contato com a unidade de saúde de referência para solicitar a vacinação em casa.

PONTOS FIXOS
Das 8h às 17h, para: 

- Professores e Profissionais da Educação Básica com 25 anos completos ou mais (1ª dose)

Matriz
US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 - Praça Ouvidor Pardinho

Bairro Novo
US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

Boa Vista

Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

Boqueirão
US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 - Alto Boqueirão

Cajuru
US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

CIC
Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

Pinheirinho
US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

Santa Felicidade
US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 - Santa Felicidade

Tatuquara
Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

Portão
Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

ORIENTAÇÕES:
 

- É necessário apresentar documento com foto, CPF e uma caneta para preenchimento do formulário de vacinação.

- Os trabalhadores da limpeza pública (garis, coletores e motoristas do transporte de lixo, de varrição de ruas, de limpeza especial, de lavagem de calçadões e de manutenção e monitoramento do aterro sanitário)  a serem imunizados contam em uma lista fornecida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, responsável pelo contrato de serviços de limpeza urbana da cidade e devem comparecer a um dos dois pontos de vacinação portando um documento com foto.

- Para a vacinação de professores e trabalhandores do Ensino Superior, ( tanto da rede pública quanto da rede privada), é necessário apresentar uma declaração fornecida pela instituição de educação (no modelo fornecido pela SMS) e um documento que comprove vinculação ativa com a universidade. A declaração deve estar assinada e carimbada pelo responsável que represente a instituição e que será previamente credenciado no Centro de Epidemiologia da SMS.

- A imunização de profissionais da Educação será ofertada tanto para profissionais da rede pública quanto profissionais da rede privada de ensino. O profissional deverá apresentar, no ponto de vacinação próximo ao seu local de trabalho, uma declaração fornecida pela instituição, no modelo disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde, e um documento que comprove a vinculação ativa do profissional com a escola.

- A vacinação de funcionários da Fundação de Ação Social (FAS) é destinada a quem trabalha em Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e unidades de acolhimento do município. Para a imunização é necessário se dirigir especificamente ao ponto de vacinação da região onde está a unidade em que ele trabalha, munido de uma declaração fornecida pela FAS (no modelo disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde) e um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o estabelecimento (carteira de trabalho, contracheque, crachá profissional).

- Na imunização de trabalhadores de drogarias e farmácias de manipulação, o profissional precisa se dirigir especificamente ao ponto de vacinação da região onde está a farmácia em que ele trabalha, munido de uma declaração fornecida pela empresa (no modelo disponibilizado pela Secretaria Muncipal da Saúde) e um documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o estabelecimento (carteira de trabalho, contracheque, crachá profissional). 

PONTO FIXO
Das 8h às 17h, para: 

- Profissionais de Saúde com registro em conselho de classe (com agendamento prévio)
 
1 – Pavilhão da Cura (EXCLUSIVAMENTE)
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

ORIENTAÇÕES:

 - A Secretaria Municipal da Saúde está convocando pelo site e aplicativo Saude Já os profissionais de saúde com registro em conselho de classe das seguintes áreas: biólogo; dentista; assistente social; fisioterapeuta; terapeuta ocupacional; fonoaudiólogo; biomédico; psicólogo; veterinário; nutricionista; farmacêutico; profissionais de Educação Física; médico e enfermeiro. 
O agendamento está sendo realizado pelo Saúde Já Curitiba.
Confira AQUI como confirmar o agendamento. 
O profissional deve comparecer na data e hora informado no App e apresentar um documento de identificação com foto e CPF.

Curitiba tem recebido as duas vacinas três vacinas aprovadas até o momento pela Anvisa para a proteção contra a covid-19: CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan),AstraZeneca (Universidade de Oxford/Fiocruz) e Pfizer (Pfizer/BioNTech), que são repassadas pelo Ministério da Saúde aos estados e municípios para a imunização da população.

Ambas têm efeito se aplicadas em duas doses. No momento da vacinação, será aplicado o imunizante que estiver disponível. A primeira e segunda doses serão do mesmo fabricante.

Essas vacinas têm diferentes períodos de intervalo para a aplicação da segunda dose, definidos pelos laboratórios, e é importante se atentar para os períodos. Confira:

- CoronaVac: 2ª dose aplicada entre 21 e 28 dias após a primeira aplicação;

- AstraZeneca: 2ª dose aplicada após 90 dias da primeira aplicação;

- Pfizer: 2ª dose aplicada 12 semanas após a primeira aplicação

Até 22 de março, o Ministério da Saúde entregou os lotes de vacina com a reserva para a 2ª aplicação. A partir dessa data, a orientação do Governo Federal é que as novas doses sejam integralmente destinadas à primeira aplicação, sem necessidade de reservar metade da remessa para a segunda dose, visto que o Ministério da Saúde se comprometeu em manter o fluxo de envios para a imunização completa.

2ª dose para Idosos

Idosos curitibanos que já receberam a primeira dose do imunizante da Coronavac contra a covid-19 têm garantida a segunda aplicação e podem conferir o prazo para a da segunda dose conferido a data na carteirinha de vacinação recebida no momento da primeira aplicação, observados o intervalo de 25 a 28 dias após a primeira aplicação.

Outra opção para conferir os dados da vacina é pelo Saúde Já Curitiba, pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br ou pelo aplicativo do celular (que pode ser baixado nas lojas virtuais para Android e iOS).

Não é necessário agendamento. Basta comparecer a um dos locais de vacinação da cidade e apresentar um documento de identificação com foto, CPF e a carteirinha recebida na primeira dose. São 18 opções de pontos de vacinação (das 8h às 17h).

  • A partir de 27 de maio, a Secretaria Municipal da Saúde inicia a vacinação com a segunda dose para idosos que receberam o imunizante da AstraZeneca na primeira dose. O cronograma de reforço será por escalonamento de idade, iniciando pelos idosos de 85 anos.

Segunda dose para idosos de 80 anos ou mais:
(que receberam a 1a dose da AstraZeneca)
Locais: Qalquer um dos 17 pontos fixos de vacinação (confira em "Locais de Vacinação".

- Idosos que tenham recebido a primeira dose da vacina Astrazeneca fora do cronograma oficial deverão atentar para o intervalo entre a primeira e a segunda dose, que deve ser de 90 dias para a segunda aplicação. A data da primeira dose pode ser conferida na carteirinha ou no Saúde Já, pelo aplicativo ou pelo site http://www.saudeja.curitiba.pr.gov.br/

- Caso o idoso tenha tomado a vacina contra a gripe, é preciso respeitar o intervalo mínimo de 14 dias entre as duas vacinas

- No dia da vacinação contra a covid, o idoso deve apresentar um documento de identificação com foto, CPF e a carteirinha recebida na primeira aplicação.

- Os idosos acamados receberão a segunda dose nas suas residências dentro do prazo estabelecido para a segunda dose.

2ª dose para Trabalhadores de Saúde

Para esse grupo, a segunda dose é realizada no Pavilhão da Cura - Parque Barigui, conforme agendamento pelo aplicativo Saúde Já Curitiba.

O profissional deve comparecer na data e hora informadas pelo App e apresentar um documento de identificação com foto e CPF.

Vacinação em Curitiba: Perguntas e respostas

Tutoriais e vídeos

Assista aos vídeos sobre a campanha #ImunizaJa

Mesmo com a vacina, os cuidados continuam:

Os cuidados continuam!