Por falta de doses, Curitiba suspende novos agendamentos de vacina anticovid de bebês menores de 3 anos, sem comorbidades

Curitiba suspende novos agendamentos de vacina anticovid de bebês menores de 3 anos, sem comorbidades. Foto: Hully Paiva/SMCS

 

Por falta de envio de novas doses de Pfizer Baby pelo Ministério da Saúde, a partir desta sexta-feira (2/12) Curitiba suspende novos agendamentos para a vacinação contra covid-19 para os bebês menores de 3 anos, sem comorbidades. Fica suspensa também a vacinação deste público por procura direta nos pontos de vacina. 

O município irá manter, entretanto, os 300 agendamentos já programados para este grupo, via Central Saúde Já, para os próximos dias. Curitiba também segue vacinando, enquanto durarem os estoques, os bebês de 6 meses a 2 anos, com comorbidades, mediante agendamento pela Central Saúde Já, que funciona todos os dias, das 8h às 20h, pelo telefone 3350-9000. 

A imunização do grupo entre 6 meses e 2 anos, com comorbidades, foi aberta em 18/11. Após isso, gradualmente, foram sendo convocados os bebês desta faixa etária sem comorbidades nascidos até 31 de dezembro de 2020, mediante agendamento pela Central Saúde Já.

Mas, com a boa adesão deste público, somada à falta do envio de novos lotes da vacina Pfizer Baby, única liberada para esta faixa etária pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), novos agendamentos e a vacinação por procura direta para os bebês sem comorbidades precisou ser suspensa na capital paranaense nos próximos dias. 

Até o momento foram vacinados 1.318 bebês entre 6 meses e 2 anos de idade com a 1ª dose. Curitiba recebeu, ao todo, 2.490 doses de Pfizer Baby destinada à 1ª dose. As demais 4.980 vacinas de Pfizer Baby destinadas para a aplicação da 2ª e 3ª doses dos já vacinados, para completar o esquema vacinal recomendado, permanecem reservadas no estoque da Secretaria de Estado da Saúde e serão entregues em tempo oportuno.

 

“Como ainda não há previsão de recebimento de novas remessas pelo Ministério da Saúde, a orientação é guardar essas doses para completar o esquema vacinal, daqueles que já iniciaram a imunização”, explica a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Beatriz Battistella.

 

O público total entre 6 meses e 2 anos de idade na capital paranaense é estimado em 58.507 pessoas. 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba já informou a Secretaria do Estado da Saúde sobre a paralisação. O governo estadual tenta remanejar estoques estaduais para retomar a vacinação na capital paranaense. 

A SMS informa que a vacinação e repescagens dos demais públicos com 3 anos ou mais continuam abertas. “A suspensão não afeta os demais públicos com 3 anos ou mais, pois não há desabastecimento do estoque dos demais imunizantes que são utilizados para as outras faixas etárias”, diz a secretária. 

As informações dos públicos convocados, assim como os pontos de vacinação, podem ser conferidas no site Imuniza Já Curitiba

Confira aqui os demais grupos que têm vacinação contra covid-19 disponível e consulte quantas doses de vacina anticovid cada pessoa deve tomar